Home / Teatro / Mostra de Repertório Pandorga 10 Anos – Centro Cultural Justiça Federal

Mostra de Repertório Pandorga 10 Anos – Centro Cultural Justiça Federal

15_Cabeça de Vento_Crédito Renato Mangolin
Companhia comemora uma década de atividades com apresentação de três espetáculos criados para toda a família: O Menino que Brincava de Ser’, Cabeça de Vento e Juvenal, Pita e o Velocípede Mostra oferece oficinas de artes cênicas com os fundadores do grupo, Cleiton Echeveste e Eduardo Almeida, e promove uma mesa-redonda sobre produção de teatro para crianças e jovens Para celebrar uma década em atividade, a Pandorga Companhia de Teatro
apresenta seu repertório de espetáculos criados para toda a família – crianças e adultos de todas as idades – no evento Mostra de Repertório Pandorga 10 Anos, a partir do dia 19 de agosto, no Centro Cultural Justiça Federal, no
Centro. Fundada em 2007, a Pandorga é formada por Cleiton Echeveste (dramaturgo e diretor) e Eduardo Almeida (ator e produtor), e conta com um time de colaboradores regulares.
Entre 19 de agosto e 24 de setembro, sempre aos sábados e domingos, às 16h, o público confere três montagens criadas entre 2007 e 2015, com dramaturgia de Cleiton Echeveste: O Menino que Brincava de Ser’, Cabeça de Vento e Juvenal, Pita e o Velocípede. Peça inspirada no livro homônimo de Georgina Martins e direção de Echeveste, O Menino que Brincava de Ser (2007) apresenta questões atuais presentes no universo familiar e escolar das crianças: o respeito à diversidade, o direito à liberdade de expressão, o bullying e o questionamento de limites e padrões socialmente impostos.

Classificação – Livre (recomendado para crianças a partir dos 6 anos)

Programação:
O Menino que Brincava de Ser
Sinopse – Dudu é uma criança que adora brincar de faz de conta com seus amigos. A possibilidade de ser um novo personagem encanta o menino. No entanto, aos olhos da família e da escola nem sempre suas fantasias são bem
vistas. De maneira lúdica e bem-humorada, O Menino que Brincava de Ser apresenta questões atuais presentes no universo familiar e escolar das crianças: o respeito à diversidade, o direito à liberdade de expressão, o bullying e o
questionamento de limites e padrões socialmente impostos. Inspirado no livro homônimo de Georgina Martins e com direção de Cleiton Echeveste, a montagem conta a história de três crianças durante o ensaio de um espetáculo
de teatro, que apresentarão no auditório da escola. O texto escolhido é O Menino que Brincava de Ser. Dudu é uma criança saudável que gosta de brincar de ser vários personagens – magos, bruxas, heróis ou heroínas – e sofre com
piadas na escola.

Peça inspirada no livro homônimo de Georgina Martins
Dramaturgia e Direção – Cleiton Echeveste
Elenco – Giuseppe Marin, Tatiana Henrique e Thiago Monte

Sábado e domingo, dias 19, 20 e 27 de agosto, às 16h
R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)

Cabeça de Vento
Sinopse – Léo é apaixonado por pipas, brincadeira que aprendeu com seu recém-falecido pai. Ao ganhar de presente um livro que pertenceu a ele, o menino conhece três personalidades que marcaram a humanidade: o cientista e
inventor americano Benjamin Franklin, a guerreira rainha chinesa Fu Hao e o rei da Inglaterra Ricardo Coração de Leão. Os inusitados encontros aproximam Léo de um novo olhar sobre a vida e morte. Através da imaginação e poesia, Cabeça de Vento aborda temas como afeto, morte, luto na infância, família e construção de identidade. Léo conduz os espectadores a uma jornada de amadurecimento e aprendizado.

Dramaturgia e Direção – Cleiton Echeveste
Elenco – Eduardo Almeida, Giuseppe Marin e Tatiana Henrique

Sábados e domingos, dias 2, 3, 9 e 10 de setembro, às 16h
R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)

Juvenal, Pita e o Velocípede
Sinopse – Juvenal tinha cinco anos de idade e adora brincar com o seu velocípede. Um dia descansando embaixo de um cajueiro, ele conhece uma menina chamada Pita. Eles se tornam amigos inseparáveis e vivem grandes aventuras a bordo de um velocípede construído pelo tio do menino. No monólogo Juvenal, Pita e o Velocípede, o ator Eduardo Almeida empresta as próprias lembranças da infância para contar as histórias do menino Juvenal.

Elenco – Eduardo Almeida
Direção – Cadu Cinelli
Dramaturgia – Cleiton Echeveste

Sábados e domingos, dias 16, 17, 23 e 24 de setembro, às 16h
R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)

Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 – Centro
Tel.: 3261.2550

Sábados e domingos, às 16h
R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)
De 19 de agosto a 24 de setembro

 

Veja Também

a vida de galileu

A Vida de Galileu – Museu da Vida (Fiocruz)

Sinopse – Matemático, astrônomo e físico italiano nascido em 1564, Galileu, decidido a explorar aspectos desconhecidos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *